História

Como tudo começou

A Faculdade de Comunicação Social (FCS) completou 27 anos em 2013, porém sua história começou há muito mais tempo. O curso de Relações Públicas existe desde 1971, quando fazia parte do então Instituto de Psicologia e Comunicação Social (IPCS). Em 1983, foi aprovado o currículo mínimo para o Curso de Comunicação Social e sua regulamentação pelo MEC. Tal conquista impulsionou a aprovação, ainda no mesmo ano, da criação da Faculdade de Comunicação Social da Uerj. Em 1986, foi criada a habilitação em Jornalismo e a grade curricular para a nova unidade. No dia 2 de junho de 1986, surgia oficialmente a Faculdade de Comunicação Social da UERJ, cujo primeiro diretor foi o Professor Manoel Maria de Vasconcellos.

As primeiras conquistas

Os primeiros alunos formados pela FCS nas habilitações de Jornalismo e Relações Públicas graduaram-se em 1989. Desde então, a faculdade não parou de crescer.

Seu primeiro laboratório, criado ainda em 1983, na época do IPCS: o Laboratório de Pesquisa Mercadológica e de Opinião (LPO). Em 1990, foi criada, por iniciativa do Departamento de Relações Públicas, a primeira publicação científica da FCS – a Revista Logos, atualmente um periódico conceituado em âmbito nacional (B1, na classificação dos periódicos da Capes), parte do Programa de Pós-Graduação em Comunicação (Mestrado e Doutorado).

Outra conquista importante foi o surgimento de dois cursos de pós-graduação lato-sensu: Pesquisa de Mercado e Opinião Pública (criado em 1996 sob a coordenação do professor Jorge Hélio Santos) e Jornalismo Cultural (criado em 1998 e que hoje conta com a coordenação do professor João Pedro Dias Vieira).

Em 1999, a Faculdade, que até então funcionava apenas no turno da noite, passou a oferecer vagas no turno da manhã. Em 2001, foi criado o curso de Mestrado em Comunicação Social e, em 2003, os cursos de graduação passaram por seu primeiro processo de reforma curricular.

Em 2005, a FCS participou da organização da 28ª edição do Intercom (Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação), realizado na Uerj. O evento reuniu quase 5000 pesquisadores, profissionais e estudantes de comunicação de todo o país.

Com a expansão da Pós-Graduação, a FCS passou a sediar diversos eventos nacionais, como o Congresso Brasileiro de Comunicação em Política, em 2010, e o Encontro Nacional da ULEPIC (União Latina de Economia Política), em 2012.

Em 2012, o Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM) abriu seu curso de Doutorado e em 2013 alcançou a nota 5, de excelência nacional, na avaliação da Capes de 2010-2013.

A FCS em números (2014)

Alunos de graduação – 545

Alunos de Pós-graduação lato-sensu (38) e stricto-sensu (63) – 101

Docentes permanentes – 27 (sendo 2 mestres, 25 doutores e 10 com pós-doutorado)

Docentes visitantes – 03

Docentes contratados – 03

Técnicos-administrativos – 25

Bolsistas graduação (pibic, extensão, EIC, monitoria):47

Alunos em intercâmbio no exterior: 02

Alunos estrangeiros: 02

Projetos de Extensão: 11

Projetos de Estágio Interno Complementar: 17